Como sua Marca Pessoal pode ajudar seu negócio

  • 24 de janeiro de 2021
  • Agência Zuric
  • 8 min read

Cultivar sua marca pessoal pode ser uma boa estratégia de mercado. Se as pessoas admiram, respeitam e confiam em você como um líder e especialista na sua área, elas irão associar o seu negócio com esses sentimentos positivos também.

Vamos dar uma olhada na história de duas empresas: Croissants Inc. e Croissants do Christian. As duas fazem receitas deliciosas, de dar água na boca. As duas empresas fazem anúncios promovendo a qualidade e o sabor dos seus produtos. Christian, no entanto, também usa sua marca pessoal para promover o seu negócio.

Ele usa seu blog pessoal e seus perfis nas mídias sociais para falar sobre a sua relação amorosa com a comida. Ele conta piadas sobre a infância na França com uma mãe cozinheira especializada em doces e o que aprendeu com chefs parisienses.

Sempre que Christian promove sua marca pessoal, ele se certifica de criar relações com o seu negócio. Graças a todos esses esforços, Croissants do Christian acaba tendo muito mais sucesso que Croissants Inc. Vamos falar a verdade:

Muitas pessoas acham mais fácil se conectar com outras pessoas em vez de conectar com croissant, sapato, aplicativo ou qualquer outro produto.

É por isso que cultivar sua marca pessoal pode ser uma boa estratégia de mercado. Se as pessoas admiram, respeitam e confiam em você como um líder e especialista na sua área, elas irão associar o seu negócio com esses sentimentos positivos também.

Uma marca pessoal poderosa é obviamente importante para um CEO ou diretor de uma empresa porque qualquer comentário, entrevista ou declaração pública naturalmente atrairá atenção para o negócio. Mas isso não funciona apenas para os peixes grandes. Se você tem um time de pessoas talentosas, cada um na sua especialidade, eles podem promover seu negócio enquanto promovem também suas marcas pessoais.

Por exemplo, digamos que você criou um app para celular. Seus designers podem falar com a comunidade de design sobre o trabalho que foi feito, engenheiros podem fazer o mesmo sobre código e desenvolvimento e os produtores de conteúdo, por sua vez, podem postar informações sobre o processo criativo.

FERRAMENTAS

Nem sempre você precisa falar sobre o seu negócio para ajudá-lo. Se você possui experiência em outras áreas que interessam aos seus públicos, crie conteúdo sobre isso. Ajudará a atingir as pessoas que normalmente nunca descobririam você – ou o seu negócio. Vamos ver como isso funcionou para uma empresa real.

Leo Widrich e seu sócio criaram o Buffer, um aplicativo que ajuda a gerenciar todas as contas de mídias sociais, fazer análises, programar posts e muito mais.

Quando Leo lançou o Buffer, ele notou que seria difícil conseguir divulgar o serviço. Ele então decidiu tornar-se um produtor de conteúdo e começou a escrever sobre produtividade, dicas gerais e marketing no seu blog, no blog do Buffer e como convidado em outros sites.

Ao escrever sobre o universo em que Buffer atua (em vez de falar apenas sobre o app), ele se tornou um especialista no assunto. E isso gerou ainda mais oportunidades de divulgação. Hoje em dia, seus posts são tão populares que muitos são compartilhadas milhares de vezes, gerando uma boa divulgação para o Buffer, naturalmente.

DICA

O primeiro passo para ter uma marca pessoal é ter uma opinião e a vontade de compartillhá-la. Depois disso, você pode fazer o mesmo trabalho que faria se estivesse construindo a reputação de um negócio. Assim como você fez para o seu negócio, você deve descobrir por que sua marca pessoal é única e quem é seu público-alvo.

Pergunte a si mesmo. Em que área (tecnologia, design etc) eu sou especialista? Qual a minha especialidade nessa área e como eu me diferencio dos outros especialistas? Como alguém poderia se beneficiar de me ouvir e seguir os meus conselhos?

Depois, defina seu público-alvo e como você irá atingi-los. Qual conteúdo irá interessar a eles? Que tom de vez você irá usar? Como você provará valor a eles? Depois dessa pesquisa inicial, você deve cuidar do seu site pessoal e preparar-se para fazer um bom SEO (Search Engine Optimization).

A notícia boa: é normal ter um site com informações sobre o que você faz e qual é a sua experiência, uma breve descrição da sua trajetória profissional e links para suas mídias sociais. Você pode adicionar um blog pessoal onde irá estabelecer um ponto de vista sobre a área em que atua.

Seu site é uma ótima maneira de garantir exposição por meio de SEO. Para certificar-se de que seu site está funcionando para atrair novas visitas, fique atento às palavras-chave que geram mais tráfego e como otimizar seu site para essas palavras.

FERRAMENTAS

Você também pode usar ferramentas como o Google Trends ou o KWFinder para descobrir buscas relacionadas às suas palavras-chave. Otimizar seu site para essas palavras-chave pode ajudar a receber ainda mais exposição. Além de pôr o seu site pessoal em ordem, você deve gastar algum tempo cuidando dos seus perfis nas redes sociais.

Primeiro, verifique se você está deixando de lado alguma rede sociais que poderia ajudar na sua marca pessoal. Se o seu conteúdo é focado em negócios, o LinkedIn pode ser uma boa ideia. Para vídeos, pense no YouTube e Vimeo. Considere também Reddit, Pinterest e Quora.

Em todos os perfis, crie uma pequena biografia que explica um pouco sua história. Exemplo: um guru de startup do interior pode escrever “Herói de pequena cidade. Depois, investidor-anjo. Adora APIs abertas, conversas sobre tecnologias e corridas de trator.”

Por fim, certifique-se de que seus perfis se parecem e estão alinhados aos da sua marca. Use imagens em alta resolução para todos eles e delete qualquer post antigo que eventualmente não esteja relacionado à sua nova marca pessoal. Agora que você está pronto para criar e promover seu conteúdo, tenha certeza de que cada post esteja alinhado com a narrativa da sua marca.

À medida em que você desenvolve o conteúdo, refina o seu tom de voz. Você está sendo inteligente e leve? Autoritário e direto ao ponto? Profundo e filosófico? Não importa o que você decidir, o importante é ser quem você realmente é. Poste ao menos uma vez por semana e fique à vontade para fazer misturas. Além de artigos, compartilha imagens, reaproveite conteúdo de outras fontes e use vídeos relacionados à sua área de atuação (ainda melhor se você mesmo criou o vídeo).

Seja receptivo à ideia de escrever como convidado em outros blogs que tenham a ver com seu público-alvo. Isso pode introduzi-lo a novas audiências e gerar mais tráfego. Lembre-se de linkar tanto o seu blog pessoal quanto o site do seu negócio e os perfis de mídias sociais.

Você deve também conectar-se com outras pessoas no seu campo de atuação por meio das mídias sociais. Comece conversas com elas e reaproveite o conteúdo produzido por elas. Afinal, se você promove a marca delas, elas estão mais suscetíveis a fazer o mesmo com a sua.

Lista para começar a construir ou aprimorar a sua marca pessoal

  • Descubra em que campo você quer se promover.
  • Descreva suas habilidades e conhecimentos nessa área de atuação.
  • Descreva como você se diferencia dos especialistas dessa área.
  • Descreva como as outras pessoas podem se beneficiar das suas opiniões e dos seus conselhos.
  • Defina o público-alvo da sua marca pessoal.
  • descreva os interesses do seu público-alvo.
  • Criar um site para sua marca pessoal. (Conte com a Zuric para isso)
  • Escreva uma curta biografia para o seu site e para as redes sociais.
  • Escolha uma única foto para todos os perfis.
  • Verifique posts antigos nas mídias sociais.
  • Comece novos perfis nas redes sociais se achar necessário.
  • Defina seu tom de voz pessoal.
  • Identifique outros especialistas da sua área que você queira entrar em contato.
  • Identifique blogs populares que sua audiência lê.

Depois de encerrar esses passos, você pode tentar criar seu primeiro post para o blog e então pensar em maneiras de promover esse conteúdo nas suas redes sociais. Espero que tenha gostado do conteúdo! Um forte abraço e até o proximo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *